Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Black & gray

Porque a vida não é só "preto e branco". O cinzento também existe. E é a possibilidade de podermos optar pelo cinzento, em tantas situações, que torna a nossa vivencia tão rica.

Black & gray

Porque a vida não é só "preto e branco". O cinzento também existe. E é a possibilidade de podermos optar pelo cinzento, em tantas situações, que torna a nossa vivencia tão rica.

08.Ago.18

Noites de verão

Sofia Black
Nunca gostei do verão, sobretudo dos dias de calor abrasadores em que não podia vir brincar para a rua com as minhas amigas, como habitualmente, e porque me lembra umas férias grandes em que a minha mãe (para entreter as filhas das amigas, na falta de ATL na época), decidiu criar um "workshop" de bordados que nos ocupava a tarde toda. Mas as noites de verão entusiasmavam-me. Esperava sempre por uma noite quente para, depois do jantar, poder juntar-me com as minhas amigas e vizinhas. Pe (...)
19.Fev.18

A minha vila de outrora

Sofia Black
Moro numa vila citadina, urbana com toda a confusão e agitação inerentes. Tem crescido a olhos vistos, graças à industria e serviços que têm proliferado na zona industrial. Nunca foi uma vila bonita mas perdeu o pouco encanto de antigamente. Perderam-se as relações entre vizinhos, as lojas de rua, alguns espaços verdes e tudo para e em consequência do crescimento económico. Os hipermercados vieram substituir a mercearia onde comprávamos gomas e pastilhas gorila aos cubos, e (...)
26.Jan.18

Nikita

Sofia Black
Fui agora surpreendida com a música de fundo que tocava - Nikita de Elton John. Bateu uma saudade, uma lagrimita quase a cair. Fez-me reviver a minha adolescência, o meu 6º ano em que esta música foi um êxito internacional. De tão conhecida que era, foi escolhida para estudarmos na disciplina de Inglês. E não é que, após várias tentativas, a coisa resultou? O que me deixa saudades são os amigos da época que deixei de ver, a vida tão facilitada que tinhamos na altura, a (...)
06.Dez.17

O meu colega Luis

Sofia Black
Estávamos em 1989, acabava de ingressar no 10º ano numa nova escola, numa nova localidade. E ali estava eu, com 15 anos, numa turma de Arte & Design, a destoar com uma pequena minoria, dos reatentes alunos da turma. Pertencia ao grupo das certinhas (ou melhor das betinhas), com algum jeito para o desenho mas muito diferente dos demais que facilmente se destacavam pela sua extravagancia e sentido estético. E depois havia o Luis... Com óculos de betinho mas com uma atitude (...)
23.Nov.17

Flash do dia #8

Sofia Black
Sempre que posso aproveito para comer algo que lá em casa mais ninguém gosta, como iscas. E nada melhor do que serem feitas pela sogrinha. Então lá fui eu (aproveitando o facto do meu filho almoçar na escola) provar o pitéu da sogra. Estava ótimo, como sempre (acompanhado ainda com uma excelente e cremosa sopa de peixe). Com esta chuvinha soube tão bem! Só faltou mesmo uma sesta depois.  A minha sogra é uma "quiduxa"!