Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Black & gray

Porque a vida não é só "preto e branco". O cinzento também existe. E é a possibilidade de podermos optar pelo cinzento, em tantas situações, que torna a nossa vivencia tão rica.

Black & gray

Porque a vida não é só "preto e branco". O cinzento também existe. E é a possibilidade de podermos optar pelo cinzento, em tantas situações, que torna a nossa vivencia tão rica.

16.Mai.18

Mãe, já viste o que aconteceu ao nosso Sporting?

- Mãe, já viste o que aconteceu ao nosso Sporting?

Foi assim que ontem, enquanto aguardava pela minha vez numa sala de espera dum hospital, que o meu filho me demonstrou a sua desilusão com os recentes acontecimentos em Alcochete.

E sim, já tinha tido um primeiro contacto com essas notícias pela televisão.

É triste, revoltante, desrespeitoso com a vida humana. Isto não é o meu sporting, o nosso Sporting.

Imaginava-me na pele daqueles jogadores e das suas famílias (e se fosse com o meu filho que já passou algumas horas naquela academia?).

E hoje, pela manhã, deparo-me com a entrevista do Sr. Bruno de Carvalho à Sporting TV, dizendo que foi uma situação chata, que foi chato para as famílias dos jogadores e que infelizmente era algo do dia-a-dia, que tinhamos de conviver com o crime diariamente.

Pois bem Sr. Presidente:

- Chato é ter que levar consigo de cima desse pedestal considerando que está acima de tudo e de todos.

-  Chato é ver que nenhum dos treinadores de futebol, que passaram durante o seu reinado, conseguiram fazer grande coisa (e não por falta de profissionalismo ou competencia) mas porque não lhes dá a devida tranquilidade para realizarem o seu trabalho. 

- Chato é ter de levar consigo de forma arrogante, agressiva, lunática e decadente nas redes sociais, esquecendo-se quem é e qual a sua responsabilidade maior: unir e honrar o universo Sporting.

- Chato é vê-lo a disparar para todas as direcções e considerar que todos são seus inimigos, instigando (quero acreditar de forma inconsciente) a revolta e quiçá a violência.

- Chato é vê-lo a criticar os nossos adversários,por causa dos mails, do aliciamento a árbitros,etc, etc e depois acordármos com a notícia duma rusga à SAD do Sporting por situações semelhantes.

E não, sr. presidente, o crime não faz parte do dia-a-dia neste país tranquilo à beira mar plantado.

Não faz parte do meu quotidiano nem dos nossos jogadores que são os prinicipais interessados em fazer um bom trabalho e nos darem alegrias (apesar de terem dias maus como qualquer ser humano).

O que se tornou comum diariamente e chato foi saber que o cenário que se vive, actualmente no nosso clube, é fruto de um presidente que se deslumbrou com o cargo que ocupou e que ainda não percebeu que foi eleito para servir o clube e não contrário. E que o Sporting instituição estará sempre acima de qualquer egocentrismo.

E se é assim tão adepto do Sporting, faça-nos um favor, apresente a sua demissão.

2 comentários

Comentar post