Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Black & gray

Porque a vida não é só "preto e branco". O cinzento também existe. E é a possibilidade de podermos optar pelo cinzento, em tantas situações, que torna a nossa vivencia tão rica.

Black & gray

Porque a vida não é só "preto e branco". O cinzento também existe. E é a possibilidade de podermos optar pelo cinzento, em tantas situações, que torna a nossa vivencia tão rica.

14.Mar.18

La casa de Papel

Esta série tem sido tão falada na net e nas redes sociais que comecei a sentir o bichinho da curiosidade a levar-me a ver, pelo menos, o primeiro episódio.

Para além disso, o meu filho é fã. Já viu as 2 temporadas (a primeira na netflix e a outra num outro site pirata que não domino). Segundo ele, devorador de séries, é a melhor série de sempre.

Qual quê? A melhor série de sempre é o Prision Break. Alías identifico-me muito com ele com a forma entusiastica quando fala da série. O Prision Break era também para mim, algo sagrado, que não perdia nunca. Chegava a chorar revoltada com tantos impasses e obstáculos, sobretudo nas 2 primeiras temporadas.

Bem, mas lá me rendi (mas recusando o rótulo de melhor série) e hoje, durante a hora de almoço, dei uma espreitadela ao primeiro episódio.

Gostei e, pelo que percebi, a partir do 2º episódio é que tudo começa. Reconheci um dos actores. O líder do grupo que assaltou a casa da moeda - Berlim. Entrava numa outra série espanhola que adorei - Grand hotel.

Assustei-me com a situação do Rio (afinal adoro uma boa história de amor, e aquela tinha começado há tão pouco, não podia acabar assim).

Vou agora aproveitar os bocadinhos que tenho livres ?!!! para ver a primeira temporada na netflix. Vamos ver o que me reserva (o meu filho tem feito um suspense!...)

Ainda tenho muito para ver até aprender a música italiana que ficou celebre na série e que todos os espanhóis sabem cantar - Bella Ciao.

Mas Prison Break forever.

E vocês já aderiram também a esta moda?

 

 

9 comentários

Comentar post