Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Black & gray

Porque a vida não é só "preto e branco". O cinzento também existe. E é a possibilidade de podermos optar pelo cinzento, em tantas situações, que torna a nossa vivencia tão rica.

Black & gray

Porque a vida não é só "preto e branco". O cinzento também existe. E é a possibilidade de podermos optar pelo cinzento, em tantas situações, que torna a nossa vivencia tão rica.

19.Mar.18

Hoje é o teu dia Pai

Cresci até aos meus 7 anos com uma lembrança ténue da tua presença. Trabalhavas fora toda a semana e, quando voltavas ao fim de semana, tinhas pouco tempo para nós.

Mais tarde, com a empresa que criaste, passaste a estar connosco todos os dias mas nunca foste muito presente (sabes disso). Nunca deixaste faltar nada a mim e à minha irmã, mesmo amor nunca faltou, mas não perdias muito tempo a acompanhar-nos nos saraus de ginástica, nos eventos da escola. Tinhas tempo, mas não para nós.

Na minha adolescencia, passei a estar mais próxima de ti. As nossas conversas, as nossas tardes de domingo no estádio de Alvalade, tornaram-nos mais cumplices.

Casei mas precisava de ti. Para me levares o carro à oficina, para me dares as primeiras aulas de condução...

Três anos depois engravidei e lá estavas tu, encantado da vida, por saberes tamanha novidade.

Mas esta alegria durou pouco pois a doença tomou conta de ti e levou-te de nós em 6 meses. Lutaste, como sempre fizeste na vida. A tua força e alegria de viver foi sempre uma constante e não desististe à primeira. Mas perdeste esta guerra e deixaste-nos destroçados.

Perdi-te quando não devia. Perdi-te quando penso que serias tão importante na história de vida do teu neto e que, agora com mais tempo, podias dedicar-lhe todo tempo que não tive . Perdi-te quando mais precisava de ti, num confronto de sentimentos. Destroçada com uma perda, agarrada a uma vida.

Hoje, 18 anos depois sinto falta da tua alegria, do teu positivismo (mesmo quando a vida te traiu), do teu coração de ouro, amigo do próximo. Hoje sinto a falta do teu sorriso e é a ti que recorro quando tenho uma aflição para que me passes parte da tua força.

Hoje, tenho vontade de te abraçar todos os dias e dizer-te o que calei estes anos - amo-te muito pai.

 

 

14.Mar.18

La casa de Papel

Esta série tem sido tão falada na net e nas redes sociais que comecei a sentir o bichinho da curiosidade a levar-me a ver, pelo menos, o primeiro episódio.

Para além disso, o meu filho é fã. Já viu as 2 temporadas (a primeira na netflix e a outra num outro site pirata que não domino). Segundo ele, devorador de séries, é a melhor série de sempre.

Qual quê? A melhor série de sempre é o Prision Break. Alías identifico-me muito com ele com a forma entusiastica quando fala da série. O Prision Break era também para mim, algo sagrado, que não perdia nunca. Chegava a chorar revoltada com tantos impasses e obstáculos, sobretudo nas 2 primeiras temporadas.

Bem, mas lá me rendi (mas recusando o rótulo de melhor série) e hoje, durante a hora de almoço, dei uma espreitadela ao primeiro episódio.

Gostei e, pelo que percebi, a partir do 2º episódio é que tudo começa. Reconheci um dos actores. O líder do grupo que assaltou a casa da moeda - Berlim. Entrava numa outra série espanhola que adorei - Grand hotel.

Assustei-me com a situação do Rio (afinal adoro uma boa história de amor, e aquela tinha começado há tão pouco, não podia acabar assim).

Vou agora aproveitar os bocadinhos que tenho livres ?!!! para ver a primeira temporada na netflix. Vamos ver o que me reserva (o meu filho tem feito um suspense!...)

Ainda tenho muito para ver até aprender a música italiana que ficou celebre na série e que todos os espanhóis sabem cantar - Bella Ciao.

Mas Prison Break forever.

E vocês já aderiram também a esta moda?

 

 

07.Mar.18

Flash do dia #16

Que bem começou hoje o dia, por aqui.

Eu com um vírus intestinal que me deixa fraca e sem vontade de comer.

O meu marido fiocu empanado na 2ª circular com a nossa carrinha de trabalho.

Depois do diagnóstico contas feitas: aproximadamente 3000€ de arranjo (numa carrinha que custou 6000€) e que, connosco ainda não fez dois anos.

E tanta falta lhe faz, nesta altura de tanto trabalho.

Mas uma coisa de cada vez!

Este ano decidi que as coisas nunca serão tão más como as pintamos, que não vale a pena sofrer por antecipação.

Tenham todos um bom dia!

 

01.Mar.18

Março aí está...

Março, marçagão

Manhãs de Inverno,

Tardes de Verão.

E Março aí está e nada convidativo para passear. Nem as tardes (como diz o ditado) me parece que venham mais risonhas, pelo menos a avaliar pelo que se espera nos próximos dias.

Nunca gostei do mês de Março. Deve ter sido de ouvir tantas vezes a minha avó materna a rogar-lhe pragas.

Parece que nunca mais tem fim. Neste mês, o salário demora a chegar e, entretanto, lá para 27, 28 já estoirámos com o ordenado de Fevereiro.

O facto de termos deixado um mês só com 28 dias e entrármos, de rompante, com frio e chuva, num de 31 dias leva-nos a sentir este mês mais longo que os outros, não acham?

Espero que pessoal e profissionalmente corra, pelo menos, como o mês passado. Já seria bom.

Bom Março para todos!

E estiquem bem esse ordenado!

Vale-nos a sexta-feira santa, 30/3 (assim os patrões são "obrigados" a largar os cordões à bolsa a 29/3) - digo eu que sequer tenho patrão.